Beleza e moda


Publicado em  27/07/2007 21:24

Moda do Japão nas ruas do Brasil

Estilistas apostam na tendência e novas grifes surgem no País inspiradas no jeito de vestir dos japoneses

Brasil , São Paulo - ipcdigital.com

Daniel Yara/ipcdigital.com
Estilistas-adaptam-visual-das-ruas-japonesas-para-mercado-brasileiro
Estilistas adaptam visual das ruas japonesas para mercado brasileiro

O chamado street fashion japonesa, uma mescla dos elementos artísticos como mangás e animês com a diversidade de estilos de Tokyo, vem conquistando cada vez mais espaço no cenário brasileiro. Um sinalizador dessa tendência é o surgimento, recente, de várias grifes especializadas nesse estilo no País. As coleções de várias delas puderam ser conhecidas em um desfile realizado no Festival da Imigração Japonesa no Brasil na cidade de Santos (São Paulo).

Com inspiração na moda jovem das ruas das grandes cidades do Japão, a grife Neko, do Rio de Janeiro, é uma das que aposta nesse mercado. A marca desenvolveu uma moda única baseada na cultura pop japonesa, levando em consideração as manifestações artísticas como o mangá e o anime e seu impacto na cultura popular oriental. Sua primeira coleção é marcada pelo estilo "Lolita" e apresenta duas variações: o Sweet Lolita, com cores claras, rendas e delicadas estampas, e o Gothic Lolita, que traz o preto como cor predominante.

"Eu já gostava e usava a moda alternativa ocidental antes de conhecer a moda de rua japonesa, pela qual me apaixonei imediatamente. Diferente, ousada, sempre muito bem trabalhada e com uma linguagem visual que não se parecia com nada que tivesse visto. Isso me levou a pesquisar cada vez mais a fundo não só a moda, mas também as pessoas que a usavam e seu estilo de vida. Na época, eu já estava planejando criar uma marca de moda, e por causa de meu interesse por moda japonesa e as dificuldades de achar esta moda no ocidente, resolvi fazer uma marca de moda alternativa japonesa", explica Victoria Fattore, estilista e criadora, juntamente com Gabriel Brasil, da Neko.


Harajuku

No mercado fashion desde dezembro do ano passado, a Strawberry K., de Florianópolis (Santa Catarina), também foi buscar como referência a moda de rua do Japão, mais especificamente a de Harajuku. Para a criadora da marca, Camila Kawata, apesar da divulgação ser bastante reservada aos apreciadores do estilo, a receptividade é relativamente boa. "Como estou começando, ainda não consegui divulgar melhor, mas acredito que cada vez mais esses tipos de roupas vão ganhar seu espaço", aposta Camila Kawata.

A "passarela" a céu aberto de Harajuku também é a fonte de inspiração da Doozo! Store, de Salvador (Bahia). A grife usa como base de criação as variações de Lolita, o fruits (ou decora) e o visual kei. Em breve, a marca espera incluir em seus lançamentos a moda cosplays (pessoas fantasiadas de seus personagens favoritos de anime e mangá).

Lançada em março de 2007, a grife ainda não possui uma loja, mas os produtos podem ser encomendados pela internet. Apesar do pouco tempo de mercado, a Doozo! Store está entusiasmada com a repercussão conseguida.

"Antes a moda era mais usada em eventos, mas atualmente já se nota uma mobilização no que se refere ao uso dela no dia-a-dia. O que ainda acontece é a falta de adaptação de alguns estilos ao clima, o que gera um certo desconforto. Outra coisa é a ignorância em relação ao estilo por parte da sociedade. Para alguns, pode ser um pouco chocante e demora um tempo para ser aceita", ressalta, Daniela Barral, criadora da Doozo! Store.


Veja mais
Bookmark and Share Enviar Enviar       Imprimir Imprimir    Comentar Comentar  Corrigir Corrigir   Diminuir fonte Aumentar fonte    

COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTICIA
caracteres podem ser digitados
TERMOS DE USO: O ipcdigital.com tem o prazer de oferecer a seus usuários a oportunidade de fazer comentários. Procure ser polido e educado nos seus comentários para que possamos mantê-lo no site. Comentários que contenham ameaça, ofensa, palavrão, apologia ao crime ou racismo serão deletados.Assim como piadas sobre tragédias pessoais. No entanto, devido à característica interativa da internet é impraticável para nossa equipe monitorar todos os comentários. Como o ipcdigital.com não controla os comentários enviados por seus usuários, eventualmente você poderá encontrar comentários ofensivos ou inapropriados. Caso isso ocorra, clique aquie denuncie.