Informática


Publicado em  02/05/2012 16:54

Aplicativo que permite falar com desconhecidos faz sucesso no Japão

Quase dois milhões de conversas se realizam graças ao Saito-san

- ipcdigital.com

 

Falar com desconhecidos via smartphone é a última moda entre os jovens japoneses. Um aplicativo gratuito que permite aos usuários conectar-se com outras pessoas aleatoriamente está fazendo sucesso no Japão, informou o jornal Asahi.

 

A cada dia se realizam 1,8 milhões de conversas breves entre desconhecidos que raramente se identificam. O aplicativo se chama Saito-san e foi desenvolvido pela empresa Yudo. Seu lançamento ocorreu em setembro do ano passado e teve mais de 2,6 milhões de downloads.

 

A maioria dos usuários são adolescentes e jovens, 70% são homens. Um jovem de 16 anos disse ao jornal que utiliza Saito-san quando tem tempo livre e que suas conversas não duram mais que 20 minutos. Muitas vezes fala de jogos e outras coisas de sua idade.

 

Por sua parte, uma estudante de 18 anos disse que gosta de Saito-san porque sente que pode relaxar ao teclar com um desconhecido. O presidente da Yudo, Reo Nagumo, criou o aplicativo inspirando-se no radioamador, sua paixão de infância.


Veja mais
Bookmark and Share Enviar Enviar       Imprimir Imprimir    Comentar Comentar  Corrigir Corrigir   Diminuir fonte Aumentar fonte    

COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTICIA
caracteres podem ser digitados
TERMOS DE USO: O ipcdigital.com tem o prazer de oferecer a seus usuários a oportunidade de fazer comentários. Procure ser polido e educado nos seus comentários para que possamos mantê-lo no site. Comentários que contenham ameaça, ofensa, palavrão, apologia ao crime ou racismo serão deletados.Assim como piadas sobre tragédias pessoais. No entanto, devido à característica interativa da internet é impraticável para nossa equipe monitorar todos os comentários. Como o ipcdigital.com não controla os comentários enviados por seus usuários, eventualmente você poderá encontrar comentários ofensivos ou inapropriados. Caso isso ocorra, clique aquie denuncie.