Problemas gerais


Publicado em  07/12/2006 2:31

O que fazer quando o amor acaba entre o casal?

Colunista do International Press responde dúvidas enviadas pelos leitores

Kanto , Tokyo - ipcdigital.com

"Sou latina e tenho 34 anos. Estou casada com um japonês há quase 10 anos. Temos dois filhos. Não trabalho e me dedico ao lar. Meu marido é bom e responsável, vivemos em uma casa bonita e não passamos necessidades. O problema é que já não sinto amor por ele. É muito monótono estar com ele. Eu nunca gostei do Japão e ele não teria nada para fazer no meu país. O que se deve fazer para não brigarmos tanto? A comunicação está cada vez pior e só estou esperando as crianças crescerem para divorciar-me."


Por Irma Miwa


Você pode estar pensando dessa forma diante da situação de impotência por não saber o que fazer e sentir-se cansada de uma relação monótona. O lado bom é que você reconhece as qualidades de seu marido. Em toda relação estável e duradoura, entre Dar e Receber, deve existir um equilíbrio. Antes da falta de amor, avalie como está equilíbrio na relação.

Com 10 anos no Japão imagino que você conheça as reações de seu marido e sua forma de dar amor. Em troca, nós mulheres, expressamos com palavras e carícias. Ambos trocam o amor de diferentes maneiras. Imagine que ambos falam idiomas difernetes e ninguém se entende. Primeiro você tenta se explicar e se ele continuar sem entender, você se cansa ou o ignora. Nesse caso o que é preciso fazer? Obviamente aprender o idioma do outro, não? E com paciência, aprender a ser escutado e colocar-se lugar do outro.

Os homens teoricamente sabem que a melhor forma de dar apoio a uma mulher é escutando-a. Mas os homens não sabem escutar passivamente e começam a dar soluções que a mulher não espera pois o que ela mais quer é ser ouvida.

O assunto é longo, mas lembre-se que uma vida de amor e paixão não acontece como nas novelas. O ideal e o real se enfrentam sempre que existe conflito nas relações.

Atualmente existe um elevado número de divórcios mas não é porque não gostamos de estar casados mas sim porque as expectativas de um "bom" casamento são maiores do que antes. Todos queremos uma vida de paixão com alguém especial e é por isso que também existe um alto número de segundos casamentos. Uma relação é como um investimento. No início existem incertezas mas à medida que o tempo passa a confiança cresce. Não fique de braços cruzados, provoque uma mudança você mesma, fortaleça sua auto-estima e verá que isso favorecerá também o relacionamento.


Veja mais
Bookmark and Share Enviar Enviar       Imprimir Imprimir    Comentar Comentar  Corrigir Corrigir   Diminuir fonte Aumentar fonte    

COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTICIA
caracteres podem ser digitados
TERMOS DE USO: O ipcdigital.com tem o prazer de oferecer a seus usuários a oportunidade de fazer comentários. Procure ser polido e educado nos seus comentários para que possamos mantê-lo no site. Comentários que contenham ameaça, ofensa, palavrão, apologia ao crime ou racismo serão deletados.Assim como piadas sobre tragédias pessoais. No entanto, devido à característica interativa da internet é impraticável para nossa equipe monitorar todos os comentários. Como o ipcdigital.com não controla os comentários enviados por seus usuários, eventualmente você poderá encontrar comentários ofensivos ou inapropriados. Caso isso ocorra, clique aquie denuncie.