De creme de leite a clareador facial: 10 benefícios e usos pouco comuns do missô

rsz_miso-1024x682
Crédito: Divulgação

TÓQUIO (IPC Digital) – O missô ou “miso” é uma pasta feita à base da proteína de soja, sal marinho e fermento do tipo “koji“. A fermentação dura, em média, de 3 meses a um ano, o que produz um alimento muito rico em enzimas.

Além disso, ele é desintoxicante e uma boa fonte de vitamina B12 e proteínas. É excelente o efeito dele sobre feridas, cortes e queimaduras, e também para picadas de formigas. Auxilia na digestão, previne contra o câncer e estimula a libido. 

Na tradição japonesa, miso é sinônimo de saúde e longevidade. A receita clássica diz que ele deve ser fermentado longamente, no mínimo um ano. As enzimas auxiliam na eliminação de resíduos, limpam os pulmões e protegem contra intoxicação por metais pesados e, até, radiação atômica.

Os orientais explicam que o miso acrescenta energia yang ao organismo: calor, concentração e atividade. Costuma ser feito com a soja, que é abundante no Japão e em toda a Ásia, mas fica igualmente bom com qualquer outro tipo de feijão, inclusive ervilha, lentilha e grão-de-bico.

O fermento koji é produzido a partir de um cereal, geralmente o arroz. As misturas variam em qualidade e quantidade, produzindo diferentes tipos de miso: muito escuro e forte, vermelho, clarinho, bem suave e doce. Todos são igualmente benéficos. 

A substância que o miso produz no corpo ajuda também a melhorar a elasticidade da pele, pois aumenta a quantidade de colágeno e a produção de suor, que é muito importante para a elasticidade.  

10 benefícios cientificamente comprovados ​​do miso:
  1. Contém todos os aminoácidos essenciais, tornando-se uma proteína completa;
  2. Estimula a secreção de fluidos digestivos no estômago;
  3. Restaura a flora intestinal;
  4. Ajuda na absorção de vitaminas pelo organismo;
  5. É uma fonte vegetal com boa quantidade de vitaminas do complexo B (especialmente B12);
  6. Melhora a qualidade do sangue e do sistema linfático;
  7. Reduz o risco de câncer de mama, próstata, pulmão e cólon;
  8. Protege contra a radiação devido à presença do ácido dipilocolonic, um alcalóide que ajuda o organismo a eliminar metais pesados.
  9. Fortalece o sistema imunológico e ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL) .
  10. Tem alta concentração de antioxidantes que combatem os radicais livres.

O miso tem um excelente sabor que pode ser doce ou salgado e, por isso, pode ser utilizado numa grande variedade de receitas. A coloração do miso pode variar entre amarelo e castanho-escuro profundo, com tons avermelhados. Não se deve deixar o miso ficar tempo demasiado no fogo, mas apenas o suficiente para realçar o sabor, evitando-se acentuar o salgado.

10 maneiras de usar o miso
  1. Use o miso como um substituto de laticínios (leite, manteiga) e sal, nas sopas cremosas;
  2. Um purê de miso branco com tofu e suco de limão é um ótimo substituto do creme de leite;
  3. Misture o miso com vinagre, azeite e ervas para ser utilizado como molho em saladas;
  4. Use miso não pasteurizado em marinadas, para ajudar a amaciar carnes ou quebrar fibras vegetais.
  5. Use o miso escuro, como termogênico, diluindo-o em água fervente para cozinhar legumes e caldos no inverno.
  6. Substitua o queijo das pizzas e tortas por uma mistura de miso amarelo e tofu firme.
  7. Faça uma pasta de miso branco, manteiga de amendoim e suco de maçã para passar em torradas e pães.
  8. Um patê com tofu, alho, miso branco, tahine (pasta de gergelim) e suco de limão fica ótimo como entrada de pratos salgados;
  9. Use miso como molho para rolinhos primavera, norimake ou vegetais crus.
  10. Cuidado para não ceder à tentação de usar o miso em tudo. A quantidade diária indicada é de 2 colheres de chá por pessoa.
Dicas
  • Para que o miso não perca as propriedades enzimáticas, ele não deve ferver com a água. Coloque-o sempre no final do cozimento.
  • Fazer o misso dá trabalho e exige paciência, por isso a maioria se contenta em comprar o misso pronto. As marcas comerciais raramente respeitam o tempo de fermentação; é uma sorte encontrar misso produzido artesanalmente.
  • Ao comprar “miso”, evite a versão pasteurizada e invista em um produto rico em enzimas vivas, que também é carregado com microrganismos benéficos .
Como máscara facial e creme clareador
  • Dilua uma colher de sopa de miso com meia colher de água, leite de soja, sakê (também rico em ácido kójico). Faça uma esfoliação natural e depois aplique a mistura na pele por 20 minutos. Lave abundantemente com água.
  • Para clarear a pele você pode misturar uma colher de chá de miso diluído, ao hidratante de sua preferência. Use normalmente na pele, como faz com o hidratante. Guarde a pasta na geladeira.
  • A esfoliação seguida pela máscara de pasta miso pode ser feita 2 vezes por semana. Você deve ver os efeitos clareadores após 4 semanas. Você pode usar o miso no hidratante diariamente. A pasta de soja também possui efeitos anti-idade.
Receitas básicas

Caldo: Água bem quente, miso e cebolinha verde picada. Algumas versões mais comuns adicionam brotos de feijão, acelga ou qualquer outro vegetal.

Molho de miso e tahine: Misture miso e tahine (pasta de gergelim) em partes iguais, acrescente água para dissolver até chegar ao ponto desejado, pingue gotas de limão e sirva por cima de vegetais crus ou cozidos.

Veja outras receitas que utilizam o miso.

Comentários

comentários

Colunistas IPC Digital

Alessandra Barbieri
Alessandra Barbieri

Advogada de formação, professora por opção, mãe e esposa, de coração.

Elza Nakahagi
Elza Nakahagi

Autora do livro Termos Médicos e colaboradora do Disque Saúde no Japão

Marcelo Maio
Marcelo Maio

Escritor, pedagogo e novato no Japão

Marcio Ikuno
Marcio Ikuno

Jornalista, blogueiro e filósofo estóico pós-moderno

Rachel Matos
Rachel Matos

Psicóloga, psicopedagoga e parceira das famílias nos desafios da educação