Uniqlo irá contratar 100 refugiados para trabalhar em lojas da rede

Nacionalpor Paulo Sakamoto - 26/11/2015
dfgndghn-23
Crédito: Divulgação

TÓQUIO (IPC Digital) – A empresa Fast Retailing, operadora das lojas Uniqlo e GU, pretende contratar cerca de 100 refugiados para trabalhar em lojas da rede no Japão e no exterior, noticiou o jornal Nihon Keizai.

O plano de contratação, que terá início no próximo ano, foi anunciado nesta quarta-feira (25) por Tadashi Yanai, presidente da empresa.

“Além das ações governamentais, as empresas do setor privado também devem ajudar a resolver o problema dos refugiados”, disse Yanai, em entrevista coletiva.

Desde 2011, a Fast Retailing está contratando estrangeiros reconhecidos como refugiados pelo governo. Atualmente, a empresa emprega 13 refugiados, dos quais 6 trabalham nas lojas da rede Uniqlo no Japão.

O anúncio do plano de contratação contou com a presença do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Antônio Guterres, que visita o Japão. “Gostaria de ver outras empresas japonesas assumirem o mesmo compromisso”, disse Guterres.

A empresa também anunciou uma doação de ¥1,22 bilhões para a ACNUR ao longo dos próximos 3 anos para apoiar programas de auto-suficiência para refugiados ao redor do mundo.

Comentários

comentários

Colunistas IPC Digital

Alessandra Barbieri
Alessandra Barbieri

Advogada de formação, professora por opção, mãe e esposa, de coração.

Elza Nakahagi
Elza Nakahagi

Autora do livro Termos Médicos e colaboradora do Disque Saúde no Japão

Marcelo Maio
Marcelo Maio

Escritor, pedagogo e novato no Japão

Marcio Ikuno
Marcio Ikuno

Jornalista, blogueiro e filósofo estóico pós-moderno

Rachel Matos
Rachel Matos

Psicóloga, psicopedagoga e parceira das famílias nos desafios da educação